Wednesday, October 20, 2010

Economia Aplicada

Por muito tempo eu tenho colaborado como parecerista habitual para algumas revistas de economia brasileiras. O Walter Belluzzo, o editor da revista Economia Aplicada, um dia me convidou (ou eu me convidei?) para ser um dos editores associados da revista. Como eu sempre tive vontade de ver o mundo do outro lado do espelho, eu aceitei sem pestanejar e desde setembro tenho exercido essa função.

Uma das atividades mais desgastantes para quem está envolvido em pesquisa acadêmica em economia é a infame ineficiência do processo editorial em, talvez, todas revistas dessa área. Eu já passei por tudo, desde primeiras decisões editoriais mais de um ano após minha submissão até rejeições estapafúrdias (“It is clear from the first paragraph that the authors have an ideological motivation, so I did not even bother reading the remainder of the paper”).

Até agora tenho conseguido que todos os artigos que caíssem no meu colo recebessem uma primeira resposta em menos do que três meses :)

3 comments:

  1. “It is clear from the first paragraph that the authors have an ideological motivation, so I did not even bother reading the remainder of the paper”

    Essa eu ainda não recebi! Conte mais detalhes, parece uma boa história.

    E parabéns por tentar manter a presteza. Por conta da boa propaganda meu próximo artigo (sobre eleições) será para a Economia Aplicada.

    Abs

    ReplyDelete
  2. Irineu,

    A EA tem uma política de desk rejection? O que vc acha desse tipo de política?

    ReplyDelete
  3. Eu não sei sobre política de desk rejection. O Walter, que é o editor, me envia os artigos de acordo com meus interesses e vantagens comparativas, eu os distribuo para os pareceristas. Em geral quando os pareceres retornaram, eu já li o artigo por alto. Se os pareceres concordarem entre si e se ajustam à minha opinião, um abraço. Se forem discordantes, então vou ter que ler o artigo mais seriamente ou até alocar para um terceiro ou quarto parecerista. Se eu tenho qualquer dúvida sobre procedimentos, pergunto pro Walter que é o dono da bola!

    Agora minha opinião pessoal é que desk rejection é um mecanismo saudável. Se o artigo obviamente não se conforma com a revista, é melhor para todo mundo (autores, editores, pareceristas) que uma decisão aconteça rapidamente.

    ReplyDelete