Friday, January 14, 2011

Os efeitos de longo-prazo da imigração subsidiada para o Rio Grande do Sul

Meu artigo com o Leonardo Monasterio (aquele do famoso blog) sobre as colônias gaúchas do século XIX está pronto e depositado no MPRA.

O artigo é “Immigration and the origins of regional inequality: Government-sponsored European migration to Southern Brazil before World War I”.

Seu título original era "How Bodo Became Brazilian: European Migration to Southern Brazil Before World War I", mas foi abandonado depois que o Leonardo apresentou o artigo em uma conferência na Paris School of Economics, e recebemos críticas por nossa ignorância que o proverbial Bodo era um camponês franco, e não germânico.

O resumo diz:

This paper studies the long-term consequences of the government-sponsored programs of European immigration to Southern Brazil before the Great War. We find that the municipalities closer to the original sites of nineteenth century government sponsored settlements (colônias) have higher per capita income, less poverty and dependence on Bolsa Família cash transfers, better health and education outcomes; and for the areas close to German colonies, also less inequality of income and educational outcomes than otherwise. Since that is a reduced form relationship, we then attempt to identify the relative importance of more egalitarian landholdings and higher initial human capital in determining those outcomes. Our findings are suggestive that more egalitarian land distribution played a more important role than higher initial human capital in achieving the good outcomes associated with closeness to a colônia.

6 comments:

  1. Irineu,

    Não estou conseguindo baixar o artigo. Parece-me que o "link" está corrompido.

    abs

    ReplyDelete
  2. Ops, parece que continua sem funcionar, deve ser problema no server do MPRA.

    ReplyDelete
  3. Wow! consegui. Agora vou ler.

    Abs

    ReplyDelete
  4. Ireneu,

    Bela investigação. As evidências sobre Enem e Bolsa Família, o uso da proxy religião, show! Mas uma dúvida me ocorreu. Qual foi papel do transporte? Se foi considerado, está na regressão(1)? Parabéns a vc e ao Leo.

    Abs

    ReplyDelete
  5. Thanks for the kind words!!

    Nós controlamos por um bocado de variáveis geográficas, então parte do poder explicativo de “transporte” pode ter sido capturado por variáveis no vetor Z.

    Mas custos de transporte são certamente uma variável importante. A literatura contemporânea (da época) frequentemente considerava acesso a mercados como um dos mais importantes determinantes de atividade econômica. No caso de algumas primeiras colônias bem-sucedidas (Novo Hamburgo, por exemplo), o acesso a mercados era facilitado pelo transporte fluvial (Rio Sinos). A colônia de Torres, que era isolada, foi abandonada pelos colonos.

    ReplyDelete