Friday, February 18, 2011

A duradoura abertura brasileira ao investimento direto estrangeiro

Desde o Plano Real e a presidência de FHC, houve uma abertura da conta de capitais no Brasil que, apesar da retórica de alguns políticos, não foi revertida durante os 8 anos do governo Lula.

Abaixo, vocês podem ver a série de investimento estrangeiro direto como fração do PIB no Brasil – dados trimestrais, dessazonalizados, do banco de dados IFS (usando o PIB em USD do World Economic Outlook):


É difícil ser mais eloqüente que este gráfico que mostra o colapso do IDE durante os anos 80, sua retomada depois do Plano Real, seu pico coincidindo com o período das privatizações e sua estabilização a um nível superior aos níveis pré-Plano Real desde 2002.

Vejamos agora nosso vizinho do Norte:

2 comments:

  1. Como se costuma dizer, com a palavra a sua santidade, o dado. O problema, é que os bolivarinos costumam torturar os números, vide o CPI na argentina, a contabilidade Madoffiana do Mantega e, "last but not least" o maior comediante do continente;
    http://online.wsj.com/article/SB125867321886256533.html?KEYWORDS=Chavez+Discounts+Accuracy

    Abs

    ReplyDelete
  2. Nem o petróleo segurou o Chavéz, e agora?! quem poderá nos defender?!

    Continue com os posts...cada vez melhor.

    Abs

    ReplyDelete