Monday, August 1, 2011

Artigo sobre o mito da estagnação econômica pós-reforma aceito no JDE

Meu artigo com o Marcos Chamon sobre o viés nos indices de inflação durante períodos de reforma econômica no Brasil e no México, "The Myth of Post-Reform Income Stagnation: Evidence from Brazil and Mexico", foi aceito para publicação no Journal of Development Economics.

O resumo diz:

Economic policies are often judged by a handful of statistics, some of which may be biased during periods of change. We estimate the income growth implied by the evolution of food demand and durable good ownership in post-reform Brazil and Mexico, and find that changes in consumption patterns are inconsistent with official estimates of near stagnant incomes. That is attributed to biases in the price deflator. The estimated unmeasured income gains are higher for poorer households, implying marked reductions in “real” inequality. These findings challenge the conventional wisdom that post-reform income growth was low and did not benefit the poor.

Traduzindo: as reformas econômicas dos anos 90 no Brasil e México trouxeram mais benefícios aos consumidores do que podemos inferir a partir de estatísticas agregadas, que seriam viesadas. Tais benefícios foram ainda maiores para as famílias mais pobres.

3 comments:

  1. Um artigo importante e que confirma o que eu já suspeitava!

    ReplyDelete
  2. Parabéns pela publicação Irineu. O artigo já tinha dado o que falar quando apareceu como WP.
    Abs
    Alex

    ReplyDelete
  3. Parabéns. O artigo é uma luz no puzzle dos anos 90. Sempre achei mais fácil entnder os anos 70 e 80 do que os anos 90. Esta revisão dos dados explica a razão. Por outro lado aumenta a frustração de termos saído da rota dos anos 90 e voltado para a dos anos 70.

    Grande abraço,

    Roberto

    ReplyDelete